ELETRI CAR

ELETRI CAR

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

DIANA, SACOLÃO NEIDE E FILHO

BALNEÁRIO PIRAPORA

BALNEÁRIO PIRAPORA

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

MADEIREIRA MOVELAR E DROGARIA PREÇO BAIXO

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

TRE nega mandato de segurança a prefeito Gil Carlos

presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM) e prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos (PT), através da coligação "Pra São João Seguir em Frente", formada pelos partidos PT, PMDB, PDT, PR, PMB, PTC, PV, PRP e SD entrou com um mandado de segurança junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí em que pedia a extinção da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) proposta pela coligação de oposição.
No mandado de segurança, o vice-prefeito investigado, Dante Quintans (PMDB), pediu ao Tribunal Regional Eleitoral que extinguisse a Ação alegando que o govenador Wellington Dias (PT) e o Secretário das Cidades, deveriam integrar o polo passivo da ação, que pede a cassação da chapa.

Os desembargadores do TRE-PI, depois de analisar o pedido trazido no mandado de segurança, entenderam que não havia obrigatoriedade de que Wellington e o secretário devessem figurar no polo passivo da ação proposta pela coligação “O poder é do Povo”, de Alexandre Mendonça, para que ela continuasse a existir.
O mandato de segurança foi julgado na última terça-feira (14), vencido pelo placar de 6 a 0. Com a derrota do pedido da chapa Gil-Dante, a AIJE, que havia sido suspensa em junho, volta a ser analisada e está apta a ser julgada
 http://www.clubesat.com

NESTE FINAL DE SEMANA VISITE O RESTAURANTE DIGA MEU BEM, ATENDENDO SÁBADO E DOMINGO





Neste final de semana aproveite para dar uma passada no RESTAURANTE DIGAMEUBEM , aberto aos sábados e domingos para almoço e jantar, contamos com um ambiente agradável e um cardápio variado, aos sábados temos lasanha e aos domingos galinha caipira e ainda servimos sobremesas, entregamos marmitas por encomenda em dois tamanhos pequena e normal, ligue 9-9853-6800. Banho de piscina grátis, e alugamos para eventos. SABOR, QUALIDADE E PREÇO ESPECIAL VOCÊ ENCONTRA  NO RESTAURANTE DIGAMEUBEM . Localizado na Rua Rui Barbosa 360 próximo a casa do patrão em frente ao OÁSIS EVENTOS Centro, esperamos sua  visita, uma organização de Lourdes Albuquerque e Valneide Albuquerque

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

AS MELHORES PIZZAS E PASTEIS DA CIDADEM VOCÊ ENCONTRA NA MANO A MANO

As melhores pizzas e pasteis da cidade você encontra no PASTEL NA HORA MANO A MANO, e aproveite a QUINTA MALUCA. Toda quinta você paga apenas 18 REAIS na pizza grande com 8 fatias e ainda ganha refrigerante de 1 litro, o melhor preço da cidade confira:
PIZZA PEQUENA SÓ 10 REAIS
PIZZA MÉDIA SÓ 14 REAIS
PIZZA GRANDE SÓ 20 REAIS com direito a refrigerante de 1 litro e comprando 2 pizzas G sai por apenas 18 reais cada. Pasteis de vários sabores só 3 REAIS, e comprando 3 com mais 1 REAL você leva o 4º pastel. Na MANO A MANO você tem os kits lanches.
SANDUÍCHE + BATATA FRITA + REFRIGERANTE LATA SÓ 10 REAIS.
SANDUÍCHE + BATATA FRITA + SUCO SÓ 10 REAIS.
Visite o PASTEL NA HORA MANO A MANO localizado na rua Luis Correia 240 vizinho ao chafariz próximo ao colégio Chico Monção no Bairro São Francisco. Ou ligue e encomende o seu que entregamos em domicilio até a meia noite fone 9-9851-1861. PASTEL NA HORA MANO A MANO SEU GOSTO NO LUGAR CERTO!

terça-feira, 14 de novembro de 2017

MAIS UM PRÊMIO DE 2 MIL REAIS SAIU PARA COCAL NO SORTEIO DO PARNAÍBA SHOW DE PRÊMIOS 12 DE NOV




RESULTADO DO SORTEIO DA ARCA DA ALIANÇA 12 DE NOVEMBRO

RESULTADO DO DIA 12/11/17
O primeiro prêmio, uma Honda CG 125 FAN, saiu para Francisco Coelho de Resende do bairro Água Mineral em Teresina.
Bolas Sorteadas: 35 48 50 26 41 60 40 45 09 58 47 49 08 43 20 23 59 18 33 02 06 53 17 10 42 11 24 57 30 19 04 32 36 07 38 37 14
O segundo prêmio, uma Honda CG 125 FAN, saiu para Cleber Oliveira da Rocha do bairro Campo Velho em Floriano.
Bolas Sorteadas: 54 30 20 04 18 26 39 42 33 44 11 08 23 38 31 16 41 24 40 02 60 51 21 19 45 56 59 27 49 28 15 25 53 32 05 13 35 47 01
O terceiro prêmio, uma Honda CG 125 FAN, saiu para Givanildo Luz do bairro Campo Velho em Floriano e Antônio e Waldemir do bairro Promorar em Teresina.
Bolas Sorteadas: 21 20 41 11 09 24 44 50 49 46 26 58 14 12 39 45 18 43 37 07 56 55 36 53 17 34 10 22 27 19 51 02 60 03 31 33 08 57 23 59
O quarto prêmio, uma Honda CG 125 FAN, saiu para Paulo R.J Rio do bairro Dirceu II em Teresina e Gabrielly e Victor Lorenzo do bairro Bela Vista em Timon.
Bolas Sorteadas: 43 55 45 23 12 29 38 60 56 35 59 20 17 58 39 54 31 05 07 44 10 08 36 01 53 14 41 21 04 42 16 06 13 22 47 32 26 49 02
O quinto prêmio, 3 UP da Volkswagen 0km, saiu para Francisca Maria Dias Barbosa do bairro Lourival Parente em Teresina.
Bolas Sorteadas: 60 44 02 59 23 34 31 19 55 36 04 17 43 50 30 33 57 16 38 32 49 47 54 05 15 08 13 51 25 27 48 01 40 20 56

 Resultado Giro Premiado 12/11/17
1º 507171-LUIZ VITOR R FILHO - THE
2º 223762-Mº SOCORRO DA S CARVALHO - FLORIANO
3º 105327-ANA LUCIA EVERTONY - THE
4º 502879-ALESSANDRO E JAINE - THE
5º 019179-VALDENISE A DE SOUSA -THE
6º 292749-EMILIO BORGES DE SOUSA - TIMON
7º 073613-FLAVIO MOURA SANTANA - OEIRAS
8º 563981-ERIVAN MOURA VERONICA DIAS -THE
9º 185729-JOAO CARLOS DE ALMEIDA - FLORIANO
10º 467174-JOSÁ T . DE OLIVEIRA - CAMPO MAIOR
11º 195067-FRANCISCO GOMES N FILHO - THE
12º 426265-CELIA REGINA NAYRON MENDES MARIA MENDES - TIMON
13º 296348-DULCINEIDE E CEIÇA - THE
14º 446412-JAILSON SA SILVA BANDEIRA - CAMPO MAIOR
15º 253414-MARIA DO CARMO DOS SANTOS SILVA - THE
16º 118389-ANTONIO PEREIRA DA SILVA - ESPERANTINA
17º 533379-VALDIANE DA SILVA FEITOSA - VALENÇA
18º 114766-JEAN CARLOS BASTOS ROSADO - THE
19º 352319-MAURO SILVEIRA CLAUDINO - THE
20º 039760-CRISTIANO RONALDO SOUS A SANTOS - THE
21º 394494-LUCA FREIRE CHAGAS PEREIRA - THE
22º 263529-JOÃO PEREIRA DA SILVA - THE
23º 440724-ANTONIO FERNANDES O NETO - CAMPO MAIOR
24º 002741-MARIA IRENE DA SILVA - THE
25º 479787-JOSE DE RIBAMAR OLIVEIRA - THE
26º 067048-FRANCISCO DOS SANTOS - TIMON
27º 285943-AURY CARLOTA SENA COSTA - THE
28º 136465-ROGERIA CRISTINA - THE
29º 568907-MARIA SO SOCORRO M FERREIRA - NORTE - Vend.
30º 318953-MATEUS PEREIRA SE SOUSA JOSE Mº DO NASCIMENTO - PARNAÍBA
31º 440001-TERESA DE SOUSA MARTINS NETO - CAMPO MAIOR
32º 183322-JOSE HENRIQUE GOMES DA SILVA - PIRIPIRI
33º 355556-FLAVIO LOPES DE ALMEIDA - SÃO RAIMUNDO NONATO
34º 050255-CHARLLES RODRIGUES LUIS CARLOS - THE
35º 171359-CLARISNEIDE G JOÃO MIGUEL - PIRACURUCA
36º 260992-BISMAELE DAYENA DA COSTA - THE
37º 171105-FRANCISLANE R DE SOUSA - PIRACURUCA
38º 544215-HELUIDIO MADEIROS NETO - THE
39º 225587-ANTONIO MARCOS LEAL SOUSA - THE
40º 066869-M E S M - TIMON

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

COCAL AGORA CONTA COM SEU MAIS NOVO RESTAURANTE AOS FINAIS DE SEMANA.RESTAURANTE DIGAMEUBEM





Cocal agora conta com o RESTAURANTE DIGAMEUBEM , aberto aos sábados e domingos para almoço e jantar, contamos com um ambiente agradável e um cardápio variado, aos sábados temos lasanha e aos domingos galinha caipira e ainda servimos sobremesas, entregamos marmitas por encomenda em dois tamanhos pequena e normal, ligue 9-9853-6800. Banho de piscina grátis, e alugamos para eventos. SABOR, QUALIDADE E PREÇO ESPECIAL VOCÊ ENCONTRA  NO RESTAURANTE DIGAMEUBEM . Localizado na Rua Rui Barbosa 360 próximo a casa do patrão em frente ao OÁSIS EVENTOS Centro, esperamos sua  visita, uma organização de Lourdes Albuquerque e Valneide Albuquerque

COMEMORAÇÃO DO ANIVERSÁRIO DO NOSSO AMIGO DEDÉ MIRANDA













Na noite do último sábado 4 de Novembro o nosso amigo DEDÉ MIRANDA reuniu amigos e familiares em sua residência para comemorar mais um ano de vida, uma festa maravilhosa regada de muita cerveja gelada, churrasco e boa música. Sem falar em um pato ao molho que estava uma delícia, desejamos muitas felicidades, saúde e paz. PARABÉNS.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Wellington afasta suplentes e deputados reassumem cadeiras

O governador Wellington Dias (PT) reagiu à decisão dos deputados do Partido Progressista (PP) de votar contra o projeto de aumento de impostos. Nesta terça-feira (31), ele afastou os suplentes Belê (PP) e B. Sá (PP) da Assembleia Legislativa do Estado.
Os dois não votarão na sessão desta quarta-feira (01), quando o plenário da Assembleia irá decidir se aprova ou não a proposta. Com a mudança, os secretários deputados que ocupam cargos como Flávio Nogueira (PDT), que ocupa a pasta do Turismo, José Santana (PMDB), na SASC, e Pablo Santos que comanda a Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (FEPISERH), voltam para a Assembleia. O afastamento é temporário.
A decisão do Palácio de Karnak provou irritação na direção do PP. O partido é comandado nacionalmente pelo senador Ciro Nogueira e tem na direção estadual o deputado Júlio Arcoverde, que não gostou da decisão, mas disse respeitar a decisão de Wellington Dias.
A rebelião na base provocada pelo PP mostra que a permanência do partido no grupo de aliados, até 2018,  estaria abalada. Na Assembleia, Júlio reclamou da falta de diálogo entre o Karnak e os aliados.
“Esse sentimento não é dos progressistas, é de todos os deputados. Somos da base e estamos órfãos. Tem deputado que tem emenda impositiva que não foram liberadas. E isso está faltando, e temos a obrigação de dizer essa verdade para o governador. Não quero o mal dele, não quero que perca as eleições, mas tem que haver uma mudança”, diz.
 http://www.clubesat.com/

domingo, 29 de outubro de 2017

Prefeito de Buriti dos Lopes emite nota sobre afastamento do cargo

 ada em 28/10/2017 ás 11h16
Publicada por: Bruna Dias
Prefeito de Buriti dos Lopes emite nota sobre afastamento do cargo
A nota diz que foi evidenciado "uma divulgação tendenciosa por parte da mídia descompromissada local".
Prefeito de Buriti dos Lopes emite nota sobre afastamento do cargo
O prefeito Júnior Percy, do município de Buriti dos Lopes, emitiu uma nota esclarecendo sobre seu afastamento da prefeitura municipal após notícias veiculadas em meios de comunicação a respeito dadenúncia do Ministério Público do Estado solicitando a perda do mandato do gestor. 
Júnior Percy suspendeu nomeações de candidatos aprovados em concurso público. O decreto determinando a suspensão dos nomeados foi baixado pelo prefeito em janeiro deste ano.
A nota explica que "o referido processo está tramitando, o Município e o Prefeito Junior Percy já apresentaram suas defesas, e nesta fase processual coube ao Ministério Público, em réplica, manifestar-se sobre as mesmas".
Veja a nota na íntegra
O Município de Buriti dos Lopes no começo do ano de 2017, atendendo decisão do TCE/PI, afastou alguns servidores municipais NOMEADOS ILEGALMENTE pela gestão anterior. Com o referido afastamento o Ministério Público ajuizou Ação Civil Pública contra o Município e o Prefeito Municipal requerendo a reintegração dos servidores e a condenação do prefeito por ato de improbidade. A assessoria jurídica do Município já apresentou as medidas judiciais cabíveis, e o Tribunal de Justiça determinou a manutenção do afastamento dos mesmos servidores, confirmando a legalidade do ato proferido pelo Prefeito Júnior Percy. O referido processo está tramitando, o Município e o Prefeito Junior Percy já apresentaram suas defesas, e nesta fase processual coube ao Ministério Público, em réplica, manifestar-se sobre as mesmas. O DOCUMENTO processual apresentada pelo Ministério Público, que circula nas redes sociais, REPRESENTA UMA MERA MANIFESTAÇÃO ÀS DEFESAS DO MUNICÍPIO E DO PREFEITO, NÃO SENDO CAPAZ DE GERAR QUALQUER EFEITO CONDENATÓRIO AOS MESMOS. O processo judicial em questão está em tramitação, e irá entrar na fase de instrução. Salutar esclarecer que a atuação do Ministério Público dentro de um processo judicial não possui força decisória capaz de atingir a esfera jurídica do Município ou do Prefeito, tendo-se evidenciado uma divulgação tendenciosa por parte da mídia descompromissada local, fazendo parecer que a manifestação do Ministério Público seria capaz de atingir o mandato do Prefeito eleito legitimamente pelo povo, o que NÃO É VERDADE.  Vale esclarecer que somente O PODER JUDICIÁRIO, em decisão definitiva, após a apuração de todos os recursos judiciais cabíveis em nosso Ordenamento Jurídico, poderia produzir tais efeitos jurídicos. Mas a defesa do Prefeito está confiante no resultado do processo, posto que os afastamentos dos servidores NÃO decorreram de decisão unilateral sua, mas de CUMPRIMENTO DE DECISÃO DO TCE/PI que foi confirmada pelo Tribunal de Justiça. O Município já está tomando as medidas legais cabíveis para a responsabilização do anterior gestor, que buscou inflar a folha de pessoal do Município, com nomeações de servidores fora do número de vagas previstas em Lei e durante período vedado pela Lei de Responsabilidade Fiscal.
http://www.portalr10.com/


FESTA DE WASHINGTON BRASILEIRO E FLAVINHO BOY LOTARAM O CLUBE CAJUEIRO
















O CLUBE CAJUEIRO do nosso amigo Chico Mano foi palco de dois grandes shows na noite da última sexta 27 de Outubro. primeiro foi a vez de FLAVINHO BOY que deu um show de repertório e animação, logo em seguida foi a vez do Fera do Forró WASHINGTON BRASILEIRO como sempre simpático com o público e tocando suas musicas que não dá para ficar parado. 


sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Secretário de Saúde de Cocal acusado de fraudar licitações continua foragido

Postada em 27/10/2017 ás 11h24 - atualizada em 27/10/2017 ás 12h23
Publicada por: Bruna Dias
O Gaeco investiga esquema de superfaturamento e fraude em licitações na prefeitura da cidade.
Secretário de Saúde de Cocal acusado de fraudar licitações continua foragido
O atual secretário de Saúde e ex-membro da CPL de Cocal, Jefse Rodrigues Vinute, acusado de fraudar licitações no município, continua foragido. Além dele, dois empresários identificados como Francisco Elânio Moreira de Arruda e Lindomar Sousa Nunes, também estão sendo procurados.
 O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) investiga esquema de superfaturamento e fraude em licitações na prefeitura da cidade.
 Na última terça-feira (24), a Polícia Civil do Piauí deflagrou a 2ª fase da Operação Escamoteamento com a finalidade de dar cumprimento a 06 (seis) mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva, expedidos pelo Juiz de Direito da Comarca de Cocal.
 A 2ª Fase da Operação Escamoteamento trata-se de um desdobramento da operação ocorrida em 07 de abril de 2017 para combater crimes de fraude a licitação, crimes contra a Administração Pública, organização criminosa e lavagem de dinheiro, consumados no município de Cocal, durante os anos de 2013 a 2015.
Três pessoas foram presas nesta 2ª fase. São elas: Raimundo Nonato Ribeiro Franco Primo e John Brendan Oliveira (membros da comissão permanente de licitação da prefeitura de Cocal) e Rodolfo Rodrigo Cardoso e Silva, sobrinho do prefeito de Cocal.
 Entenda como funcionava o esquema
 Em vídeo divulgado pelo G1, a administradora Ana Carolina Portela, presa na primeira fase da Operação, explicou como funcionava o esquema. Ela denunciou que o atual prefeito de Cocal, Rubens Vieira, tinha um acordo com o empresário Carlos Kennedy Araújo, que também está preso.
 Ana Carolina esclareceu como funcionavam os contratos e o esquema para afastar empresas interessadas em participar das licitações. “Quando era obra, o Keneddy ia lá, antes mesmo de ser anunciado o edital o Vinute já mandava mensagem para o Kennedy: ‘Carlim, vai ter isso, isso e isso, vê uma empresa de tua confiança pra gente botar aqui’ (sic). Aí o Kennedy já indicava. Quando ele indicava, a empresa ia, ganhava a licitação e do total do contrato ele já pagava 1%para as outras empresas recuarem. Quando as habilitadas recuavam, a que era para ganhar, ganhava. Com 30, 60 ou 90 dias, começava a faturar”.
 Ela também detalhou como foi feita a escolha de empresas para executar obras e o serviço de limpeza pública da cidade. “Eu estava na casa do Kennedy, no começo de 2013, assim que eles perderam a eleição, e aí o dono da LJ chegou lá com outra pessoa, e o Kennedy disse: ‘olha vou precisar de vocês, porque vai aparecer muita coisa em Cocal, de obra, e eu não vou colocar a Imediato (construtora), porque ela quer serviço exclusivo para limpeza pública. E aí disseram que iam fazer o cadastro. Eles fizeram o cadastro, a partir daí até CRC, o próprio Vinute fazia, ligava para mim ou para o próprio Kennedy, para ir buscar o CRC da empresa ‘tal’ que estava pronto”.
 Na colaboração premiada, Ana Carolina disse ainda que existia um esquema para fraudar o Cadastro do Certificado de Regularização que as empresas precisam ter junto à prefeitura para participação em licitações. “Nas obras, geralmente era preciso visita técnica, era preciso que o engenheiro se deslocasse da empresa para ir até o local da obra fazer a visita e na hora eles dão um atestado de visita técnica. Esse atestado o Vinute já facilitava. O que ele fazia: ‘não vem não, eu faço o atestado e te dou’. Com a visita técnica e o CRC, o Vinute tinha o controle de quais empresas participariam”.
 Os resultados das licitações eram simulados. “Quando tinha três licitações de uma vez o Kennedy fazia praticamente um rodizio. Iam três empresas, participavam as três e ficava um rodizio, cada uma ganhava uma licitação, ou duas ganhava uma e outra ganhava outra”.
 Segundo ela, a prefeitura além de pagar mais caro, ainda pagava duas vezes por uma obra ou serviço pois recebiam o dinheiro, mas o próprio município executava os trabalhos. O prefeito Rubens é acusado de receber a maior parte do dinheiro. “Em torno de 85 a 90% ia para a mão do prefeito. Levei em mãos e entreguei na casa do Rubens”.
FONTE http://www.portalr10.com

Ministério Público pede a perda do mandado do prefeito de Buriti dos Lopes

Postada em 27/10/2017 ás 12h02
Publicada por: Bruna Dias
Ministério Público pede a perda do mandado do prefeito de Buriti dos Lopes
O gestor suspendeu nomeações de candidatos aprovados em concurso público.
Ministério Público pede a perda do mandado do prefeito de Buriti dos Lopes
Foto: Facebook
O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio da promotora de Justiça Francineide de Sousa Silva, propôs ação civil publica de improbidade administrativa solicitando a perda do mandado do prefeito de Buriti dos Lopes, Raimundo Nonato Lima Percy Júnior.
O gestor suspendeu nomeações de candidatos aprovados em concurso público. O decreto determinando a suspensão dos nomeados foi baixado pelo prefeito em janeiro deste ano.
Na ação, o MP pede a condenação de Raimundo Nonato Lima Percy Junior, nulidade do decreto nº 003/17; efetivar o pagamento imediato dos salários dos servidores exonerados; a determinação ao prefeito para anular as nomeações feitas decorrentes do processo seletivo simplificado que o município realizou por meio do edital nº 01/2017; ressarcimento integral do dano decorrentes da obrigatoriedade dos pagamentos dos salários dos servidores públicos afastados; perda da função publica; suspensão dos direitos políticos de 03 a 05 anos; pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor da remuneração percebida pelo agente e proibição de contratar com o poder público.  
Outro lado
O prefeito Júnior Percy não foi localizado para comentar a denúncia. O Portal R10 está aberto para esclarecimentos.
http://www.portalr10.com

É HOJE WASHINGTON BRASILEIRO NO CLUBE CAJUEIRO EM COCAL

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Operação: empresários e secretário estão foragidos suspeitos de fraudarem licitações

Operação: empresários e secretário estão foragidos suspeitos de fraudarem licitações

 Imprimir
A operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) prendeu três pessoas e outras três estão foragidas na ação deflagrada nesta terça-feira (24) de combate a corrupção no Estado.
A segunda fase da Operação Escamoteamento deu cumprimento a seis mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva em Cocal, Campo Maior e Tianguá (CE). O Gaeco investiga esquema de superfaturamento e fraude em licitações em prefeituras dos Estados do Piauí e Ceará. 
Os nomes dos três presos foram divulgados em entrevista coletiva na sede da Delegacia Geral. Eles foram identificados como Raimundo Nonato Ribeiro Franco Primo e John Brendan Oliveira (membros da comissão permanente de licitação da prefeitura de Cocal) e Rodolfo Rodrigo Cardoso e Silva, sobrinho do prefeito de Cocal.
Entre os foragidos estão dois empresários e o secretário de Saúde do município de Cocal. 
A fraude consistia na elaboração de editais com cláusulas específicas que beneficiavam empresas fantasmas do Ceará. A promotora Luana Azeredo, membro doGaeco do Ministério Público Estadual, explica que as obras e serviços que deveriam ficar a cargo das empresas, na verdade, seriam realizadas pelo prefeito de Cocal.
"O Rodolfo é sobrinho do prefeito e foi mencionado e seria responsável por receber o dinheiro das obras e repassar ao prefeito. Ele foi citado na delação premiada de uma empresária. O Raimundo e John Brendam facilitariam o esquema de fraude, repassando informações privilegiadas a determinadas empresas as quais eles tinham interesse que ganhassem a licitação", disse Azeredo. 
A representante do MP conta ainda que os suspeitos lucrariam com a fraude entre 1% e 5% de um montante que ultrapassa milhões. 
"Quando uma dessas empresas ganhava uma licitação no valor de R$ 100 mil, por exemplo, eles ganhavam um percentual que variava de 1% a 5%, de acordo com a posição da empresa na organização criminosa. Eram obras de R$ 350 mil, R$ 500 mil, R$ 800 mil e até R$ 1 milhão", ressalta a promotora.
A promotora ressalta ainda que existem fortes indícios da participação do prefeito de Cocal, Rubens Vieira no esquema de fraude de processo licitatórios."Hoje ainda não há elementos suficientes para a decretação da prisão preventiva do prefeito", reitera.
O atual secretário de Saúde do município Jefse Rodrigues Vinute, além de dois empresários Francisco Elânio Moreira de Arruda e Lindomar Sousa Nunes são considerados foragidos, os dois da cidade de Tianguá-CE.
“Ele [Jefse ] fornecia informações privilegiadas, como quando a licitação ia ser publicada, revelava quais eram as vigências que seriam feitas, ele chegava, inclusive, a providenciar documentação dessas empresas para possibilitar a habilitação das mesmas no processo licitatório e até suspendia as licitações. Havia uma ingerência muito forte  na escolha das empresas que logravam êxito nas licitações”, conta a promotora.
O delegado geral Riedel Batista destaca que podem surgir novos suspeitos de participação nos esquemas de fraude com base no depoimento dos presos e material apreendido durante o cumprimento de mandados.
“Esperamos que com esses materiais apreendidos possam surgir novos nome dos que participam dessas fraude”, disse o delegado.

Formação de cartel 
A superintendente da Controladoria Geral da União (CGU) no Piauí, Érica Lobo, revelou que os investigados na 2ª fase da operação formavam um cartel especializado na fraude dos processos licitatórios realizados no município de Cocal.  
"Essas empresas não tinham a intenção de realizar os serviços, nem concluir as obras, ou seja, algumas vezes realizavam uma má execução da obra; outras não executavam os serviços e superfaturavam essas obras”, explica. Érica Lobo. Ao todo 13 empresas do Estado do Ceará teriam participação na fraude.
A representante da CGU disse ainda que as empresas que ganhavam as licitações eram de fachada. Os empresários apenas emitiam nota fiscal num valor combinado entre o cartel. 
“Eram várias licitações, obras e serviços. Eles restringiam o caráter competitivo da licitação, exigiam engenheiro ambiental, quando não deveria, pagamento de caução, quando não era obrigatório, isso tudo para afastar as empresas realmente interessadas em participar do processo licitatório e  deixar somente as participantes do cartel”, acrescente Erica Lobo. 
O montante do total desviado ainda será apurado. Na primeira fase, as investigações apuraram que a fraude rendeu cerca de R$ 18 milhões a organização criminosa. 
A investigação durou entre 2013 e 2015. A operação visa desarticular uma organização criminosa suspeita de fraude em licitações, lavagem de dinheiro e crimes contra a administração pública, e é executada pelo Ministério Público Estadual, por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) com apoio da Polícia Civil, Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar (PM-PI), Tribunal de Contas da União (TCU) e Controladoria Geral da União (CGU). 

Graciane Sousa e Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com